AzMais
AzMais
AzMais
AzMais

Recent Posts

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Após bloqueio da TelexFree, agora é a vez do BBOM inclui R$ 300 milhões e Ferraris.

Amigos.. andei afastados por esses dias, devido as manifestações que ocorrem em todo o Brasil. (sic). Nada disso, o tempo está corrido aqui e não sobra tempo nem de atualizar meu velho Azbox Bravoo+.


Mas o porque deste post, que não tem nada a ver com o propósito do blog?
A resposta é simples amigos. Durante esses dias que andei afastado do blog, percebi o numero absurdo de noticias vinculadas a essas empresas de Marketing Multinível (MMN), como Telexfree, BBOM, Blackdever, Nnex, Multiclick, Priples e Cidiz (de onde que surgem esses nomes tão estranhos?). É justiça investigando, é empresa se justificando.. uma Zorra..

Quero deixar meu recado aos amigos: não existe uma formula mágica de ganhar dinheiro fácil. Enquanto muitos estão depositando seus R$ 100,00, R$ 500,00, R$ 3,000,00 para estas empresas, como a Blacdever, que em seu site, mostra imagens de praias paradisíacas, hotéis cinco estrelas, carros luxuosos, Rogério Alves, dono da empresa, está se esbaldando com vossos investimentos.

Fica a dica aos amigos. Não cometa suicídio.

Veja um techo da reportagem publicada no site G1.com do dia 11/07/13:

Justiça Federal decretou indisponibilidade de bens da empresa e de sócios.
Para juíza, há 'robustos indícios' de modelo de 'pirâmide financeira'.

A decisão da Justiça Federal de Goiás, que decretou a indisponibilidade dos bens da empresa de rastreador de veículos BBom e de seus sócios, inclui o bloqueio de R$ 300 milhões em contas bancárias do grupo, além de cerca de 100 veículos, incluindo motos e carros de luxo como Ferrari e Lamborghinis, segundo os Ministérios Públicos Federal e Estaduais.

A juíza federal substituta da 4ª Vara Federal de Goiânia, Luciana Laurenti Gheller, acolheu ação e decretou a indisponibilidade dos bens da empresa Embrasystem Tecnologia em Sistemas, conhecida pelos nomes fantasia BBom e Unepxmil, e da empresa BBrasil Organizações e Métodos. Segundo a decisão, há "robustos indícios" de que o modelo de negócios operado pela BBom "se trata, na verdade, de uma pirâmide financeira, prática proibida no Brasil e que se configura crime contra a economia popular.
"Somando as contas da empresa e dos sócios proprietários chega a passar de R$ 300 milhões", disse ao G1 o procurador da República Helio Telho, um dos autores da ação. "O bloqueio inclui um Maserati GranCabrio, duas Ferraris California, quatro Lamborghinis Gardo e um Rolls Royce Ghost que, sozinho, vale mais de US$ 1 milhão", enumera.

Leia a matéria completa aqui:
http://g1.globo.com/goias/noticia/2013/07/bloqueio-de-bens-da-bbom-inclui-r-300-milhoes-e-ferraris-diz-mp.html

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More
Apontamento